QUATRO ESTÁGIOS DA ILUMINAÇÃO

27 fevereiro 2018 / By NANDAN / BUDISMO,MEDITAÇÃO,MUNDO INTERIOR

QUATRO ESTÁGIOS DA ILUMINAÇÃO

Os Quatro Estágios da Iluminação são:

  • Sotapanna – “Aquele que abriu o olho para os conhecimentos da iluminação”
  • Sakadagami – “Aquele que retorna uma vez”
  • Anagami – “Aquele que não retorna mais”
  • Arahant – “Aquele que se tornou totalmente iluminado”

As “nobre pessoas” são as mais elevadas pessoas cuja grandeza se deu pela realização da perfeita conduta moral, concentração e sabedoria.

As “nobre pessoas” podem ser divididas em quatro categorias, de acordo com os diferentes graus de sua capacidade de abster-se das impurezas ou correntes, conhecidas como grosseiras, moderadas e sutis.

Dez Correntes Mentais

Samyojana significa as dez correntes mentais que prendem o homem e causam sofrimento.

  1. Falsa visão da individualidade
  2. Dúvida cética
  3. Crença a meras regras e rituais
  4. Desejo sensual
  5. Maldade
  6. Desejo por objetos
  7. Desejo pela existência imaterial
  8. Vaidade
  9. Agitação mental
  10. Ignorância

Este é um esclarecimento sobre a ganância, raiva e ilusão para que possa ser usado como um guia na compreensão dos diferentes níveis da ausência das impurezas ou correntes, bem como a definição das quatro categorias das “nobre pessoas”.

O QUE SIGNIFICA OS QUATRO ESTÁGIOS DA ILUMINAÇÃO?

Poderia-se de forma ilustrativa dizer que uma pessoa que nunca ouviu falar do caminho da iluminação é uma pessoa comum.

SOTAPANNA – PRIMEIRO ESTÁGIO

Ao você conhecer o caminho da iluminação você se torna um Sotapanna, que significa “aquele que entrou no caminho do Nirvana” ou “aquele que abriu o olho para os conhecimentos da iluminação”.

Sotapanna significa aquele que alcançou o primeiro estágio de nobreza.

Ele conduz a sua vida com prudência.

Ele realiza que nascer é sofrimento, viver é sofrimento, que a vida é passageira.

Ele é capaz de abster-se de três correntes:

1. Falsa visão da individualidade.
A crença, a compreensão ou a convicção da existência do eu ou do ego pessoal, dá origem à autoestima, ao partidarismo ou aos cinco agregados.

2. Dúvida cética.
Isso inclui a dúvida sobre se as virtudes do Buda, da comunidade de monges e dos ensinamentos. A dúvida se as práticas estão corretas em relação ao passado, ao futuro e à lei da causalidade. A dúvida em relação a natureza do sofrimento como um meio para a cessação de todos os sofrimentos.

3. Crença a meras regras e rituais.
Convencido de que a nobreza é resultado da moralidade, do respeito e dos preceitos, a pessoa tenta respeitar os preceitos apenas de forma física e verbal, sem a pureza da mente. Portanto, a pessoa ainda não está respeitando mentalmente todos os preceitos em todos os momentos, devido à falta da compreensão da verdade. A prática apenas reflete a crença passada por gerações e a falta de uma avaliação ou consideração inteligente.

SAKADAGAMI – SEGUNDO ESTÁGIO

O Segundo Estágio é conhecido como Sakadagami, que significa “aquele que retorna uma vez” ou aquele que renascerá somente mais uma vez no plano material, antes de alcançar a iluminação final ou nirvana.

A nobre pessoa que alcançou o fruto “daquele que retorna uma vez” deve ter conseguido abster-se das cinco correntes preliminares do nível inferior ou seja falsa visão da individualidade, dúvida cética, crença a meras regras e rituais, desejo sensual e a maldade .

Em outras palavras, ele pode impedir a ganância, raiva e ilusão em maior extensão do que “aquele que entrou no caminho”. Como resultado a sua sabedoria, pureza e compaixão são elevadas.

Sua fé nas Três Jóias é fortalecida e estabilizada, de modo que ele não deseja mais mudar sua crença.

Seu respeito aos preceitos está completa. Sua genuína pureza moral surge de sua pureza e refinada mente, que difere de um estado mental que deseja fortemente violar os preceitos, mas ainda é capaz de reprimi-los. Em outras palavras, a mente está tão purificada que o pensamento de cometer um desrespeito nunca ocorre.

ANAGAMI – TERCEIRO ESTÁGIO

O Terceiro Estágio é conhecido como Anagami, que significa “aquele que não retorna mais” ou aquele que não renascerá mais no plano material ou em qualquer mundo inferior. Ele renascerá apenas nos mundos superiores ou Suddhavasa, as moradas puras, onde ele alcançará a iluminação final, o Nirvana.

“Aquele que não retorna” deve ter êxito em abster-se das duas correntes adicionais:

4. Desejo por objetos ou desejo pelos prazeres sensuais através dos olhos, língua, nariz, ouvido e na sesualidade objetiva presente em objetos que são os principais fatores que contribuem para o apego, a luxúria, o cobiça na mente.

5. Rancor, irritação, frustração, aborrecimento, mau humor causado por angústia e insatisfação que se transforma em tendências latentes ou impurezas mentais.

ARAHANT – QUARTO ESTÁGIO

O Quarto Estágio é conhecido como Arahant, que significa “aquele que se tornou totalmente iluminado e abandonou todas as impurezas ou correntes” ou aquele que após a sua morte física não renascerá em nenhum mundo, abandonando todos os ciclos de renascimentos, aquele que atingiu o Nirvana.
Ele é digno do respeito e da veneração das pessoas.

Ele é considerado o mais nobre, o mais sagrado no mundo do budismo, às vezes referido como Anubuddha, aquele que alcança a iluminação seguindo o senhor Buda e Savaka Buda, o discípulo iluminado. O Arahant conseguiu se abster-se das outras cinco correntes há mais que “aquele que retorna uma vez” e “aquele que não retorna mais”. Que são:

6. Desejo por objetos, apego a reinos da forma até objetos formados pela absorção na esfera de materiais sutis. Este é basicamente o desejo mental que surge da especial profunda satisfação, quando em contato com objetos através dos cinco órgãos do sentido. A esfera de materiais sutis, se originou na mente com a ajuda da forma, essa combinação se extendeu até que a esfera de materiais sutis pudessem ser contactados pela forma através de qualquer um dos órgãos dos sentidos, por exemplo, a inspiração e a expiração são uma formação corporal, enquanto a respiração controlada através de uma palavra é uma formação verbal. Isto quer dizer, um objeto de consciência que traz o sentimento de felicidade, conforto e tranquilidade. O apego mental ao estado de felicidade, conforto e tranquilidade que surgem em conexão com objetos compostos da existência material sutil é descrito como um objeto da consciência.

7. Desejo pela existência imaterial que significa o apego a coisas abstratas que vão desde alegria e felicidade até absorções da esfera sem forma; desejo por experimentar absorções mais sutis da existência imaterial. Estes objetos sofisticados são meras impressões mentais, como as absorções da esfera sem forma, as sensações, as percepções, as formações mentais e a consciência. Isso pode ser resumido como o sentimento de prazer ou satisfação por causa de uma aparência ou aspecto; por causa de objetos bonitos ou riqueza; ou pelo contentamento que surge da percepção de felicidade do passado; entre outros. Para aqueles que tiveram treinamento na meditação da serenidade, as absorções da esfera de materiais sutis também cobrem absorções da esfera sem forma que trazem um apego ao sofisticado prazer extraordinário da meditação que se origina do estado da existência imaterial.

8. Vaidade ou orgulho. Todos os tipos de impurezas são compostos. Uma pessoa que tem uma opinião respeitável sobre si mesmo ou se considera isto ou aquilo ou como melhor, inferior ou igual a outra pessoa.

9. Agitação mental ou distração. Embora as coisas sejam sutilmente compostas, porém não causando nem prejuízo, nem o surgimento, nem a existência de uma conduta violenta ou frequente como no caso de uma pessoa comum, a mente ainda não está em paz devido a uma agitação normal causada pela inquietação ou irritação.

10. Ignorância ou falta do essencial conhecimento em relação à verdadeira natureza das coisas em que todas as impurezas estão enraizadas. Isso também inclui a falta de atenção e percepção quanto à verdadeira condição natural relativa à origem e cessação do sofrimento, que é a sabedoria através do entendimento.

 

 

REFERÊNCIA

https://nandan.com.br/loha-prasart-o-templo-de-ferro/

https://www.wisdomlib.org/definition/samyojana

 

.


O pior sofrimento é seu apego ao sofrimento, se sua mente estiver lotada de palavras e pensamentos não existe espaço para você.

Eu gostaria de convidar você a aprender como eliminar seu estresse, ansiedade e depressão.

Este é um Curso Online simples e completo com instruções passo a passo para você meditar corretamente, pois a sua mente é a fonte da sua felicidade.

About The Author

NANDAN

Sou um Yogi, formado em odontologia e tenho dedicado meus últimos anos ao trabalho voluntário.Concentrei meus estudos em pesquisas de dores orofaciais e crônicas, o que me levou a fazer uma especialização e mestrado na Escola Paulista de Medicina.Conheci o Yoga em 2003 e mudou a minha vida. Em 2005, eu já morava em Kerala, no Sul da India, onde permaneci por 7 anos em busca da realização através dos ensinamentos do Yoga. Fiz vivências em diferentes centros e tive também a oportunidade de conhecer e conviver com mestres iluminados.O eco no meu coração é Servir!

Leave a Comment

O QUE VOCÊ ACHOU?