O QUE FAZER EM AYUTTHAYA? CONHEÇA 10 LUGARES IMPERDÍVEIS

10 abril 2018 / By NANDAN

O QUE FAZER EM AYUTTHAYA? CONHEÇA 10 LUGARES IMPERDÍVEIS

Ayutthaya foi a capital da Tailândia no ano de 1.300 e em 1.700 chegou a ter cerca de 1.000.000 de habitantes. Ela era uma das maiores cidades do mundo na época, era conhecida como a "Veneza do Oriente".

Ayutthaya tem esse nome em homenagem a cidade de Ayodhya na India, a cidade natal do Deus Rama. Existe um calendário na Índia que comemora o Ano Novo chamado Diwali, ou a Festa das Luzes que marca a data quando Rama voltou para Ayodhya após 14 anos de exílio.

Em 1.767 depois de ser atacada pelo exército Birmanês, todos os seus habitantes se mudaram para a atual capital Bangkok.

Eu fico imaginando como isso poderia acontecer, mas me lembro que hoje estamos vivendo isso em cidades como Aleppo na Síria, onde segundo a ONU, a guerra já matou mais de 400 mil pessoas e obrigou outras 4,5 milhões a fugir da Síria.

Ayutthaya está localizada no encontro dos rios Chao Phraya, Lopburi e Pa Sak. Esses rios fazem a cidade ficar totalmente cercada por suas águas. Essa geografia servia como uma proteção natural contra os invasores. A cidade é literalmente cercada e protegida por águas, como nos castelos de filmes.

Hoje Ayutthaya é cheia de ruínas espalhadas por todo o seu território. Alugar uma bicicleta e dar uma volta por toda essa região é um passeio maravilhoso!

Existe um tour de ônibus saindo de Bangkok para você conhecer Ayutthaya em um dia, mas se você tiver um pouco mais de tempo e quiser ficar andando por aqui é uma ótima opção. Não são muitas pessoas que se hospedam em Ayutthaya, então se você decidir ficar por aqui, você terá o privilégio de descobrir muitas ruínas e parques, locais que estão fora desse rápido circuito de onibus.

O que fazer em Ayutthaya? 10 lugares incríveis para se conhecer.

 

Cabeça do Buda no Meio das Raízes de um Árvore

A primeira vez que eu vi a foto da cabeça do Buda sobre as raízes de uma árvore, eu sabia que um dia eu precisava conhecer esse lugar!

Ninguém sabe ao certo como a cabeça de Buda se entrelaçou nas raízes da árvore. Uma teoria sugere que a árvore simplesmente cresceu ao redor da cabeça do Buda durante o período em que o templo estava abandonado.

Outra teoria é que por volta de 1900, quando o templo principal de Wat Mahathat desmoronou,  caçadores de tesouros vieram roubar o templo. Um ladrão tentou roubar uma cabeça de pedra do Buda e para escondê-la deixou aos pés dessa árvore. Porém o ladrão nunca retornou para buscar seu tesouro. A cabeça de Buda de pedra abandonada foi coberta pelas raízes da árvore e permaneceu aí até hoje.

Wat Mahathat

A construção de Wat Mahathat foi aproximadamente no ano de 1.374, durante o reinado de King Borommaracha I (r. 1370-1388), cerca de 23 anos depois da fundação de Ayutthaya.

O templo principal tinha cerca de 46 metros altura. Ele foi reformado várias vezes durante as diferentes dinastias, mas veio a colapsar pela última vez em 1904. Wat Mahathat foi construído no estilo Khmer.

Esse complexo contém as ruínas de um templo e várias estruturas ao seu redor. A cabeça do Buda sobre as raízes de uma árvore fica dentro do complexo Wat Mahathat.

SAIBA MAIS...

 

Wat Ratchaburana

Wat Ratchaburana era o templo real durante o período que Ayutthaya era a capital.

Uma curiosidade deste templo é que existia em sua cripta central uma sala “secreta” que só foi descoberta em 1957. Infelizmente foram alguns ladrões que descobriram primeiro. Então a cripta do templo foi saqueada e um grande número de imagens do Buda e artefatos de ouro foram roubadas. O total em ouro encontrado chegava próximo aos 100 kilos.

SAIBA MAIS...

 

Wat Phra Si Sanphet

Wat Phra Si Sanphet era o templo mais sagrado de Ayutthaya. Sua arquitetura serviu de inspiração para a construção do atual templo real em Bangkok - o Templo do Buda de Esmeralda no Wat Phra Kaew.

SAIBA MAIS...

Wat Lokkayasutharam -  O Buda Reclinado

No Wat Lokkayasutharam você vai encontrar a estátua do Buda Reclinado com 42 metros de comprimento e 8 metros. A cabeça do Buda repousa sobre uma flor de lótus.

Essa imagem do Buda sorrindo serenamente representa a entrada do Buda no Maha Nirvana, que significa o momento em que o Buda morreu neste ciclo de vida e chegou ao fim de todas as suas reencarnações.

 

Wat Phu Khao Thong

Wat Phu Khao Thong é um chedi de 50 metros, ou torre budista, na aldeia de Phukhao Thong, perto de Ayutthaya.

Wat Phu Khao Thong foi construido em 1387. Em 1569, tendo tomado Ayutthaya, o rei Hongsawadi de Burma construiu um grande chedi no estilo Mon, ao lado do templo budista de Wat Phukhao Thong, para comemorar sua vitória. Nos dois séculos seguintes, o chedi caiu em desuso. Em uma restauração durante o reinado do rei Boromakot (que governou de 1733 a 1758), um novo chedi em estilo tailandês, com uma base quadrada, foi construído na base da ruína.

SAIBA MAIS...

Templo Chai Watthanaram

A estrutura de Wat Chaiwatthanaram reflete a visão de mundo budista e hinduísta.

O grande "Prang Prathan" que fica no centro simboliza a montanha Meru, que consiste no eixo central do mundo tradicional. Em torno dele estão os quatro continentes (os quatro Pequenos Prangs) que nadam nas quatro direções do mundo do mar. Em um dos continentes, o Chomphutawip, os humanos vivem. A passagem retangular é a fronteira externa do mundo, as "Montanhas de Ferro".

No centro do Wat Chaiwatthanaram encontra-se uma torre de 35 metros de altura em forma de Khmer (uma torre em forma de espiga de milho) situada numa plataforma de tijolos elevados.

A plataforma principal que sustenta o prang central é cercada por oito chedis menores conectados por galerias cobertas que cercam um pátio. As torres delgadas de 25 metros de altura diminuem de tamanho em direção ao topo. Em seu interior estão nichos, que cada um contém uma imagem do Buda sentado.

Os oito chedis foram adornados com relevos representando os contos de Jataka, as histórias que contam as vidas anteriores do Buda. Como naqueles dias as pessoas não sabiam ler, os ensinamentos do Buda eram ensinados usando imagens.

Ao longo da galeria, havia mais de 100 imagens douradas e envernizadas do Buda para dominar Mara mudra. Muitas de suas paredes com janelas falsas ainda estão de pé.

SAIBA MAIS...

 

Wat Phutthaisawan

O templo foi construído em 1353 pelo rei Ramathibodi I.

Aqui o rei se estabelece antes de construir Ayutthaya como a sua capital em 1350.

O templo foi construído depois que seu irmão mais velho (o governante de Suphan) derrotou os Khmers e os trouxe de volta sob o controle de Ayutthaya em 1352.

O templo provavelmente foi construído por um grande número de habitantes de Khmer que foram escravizados e removidos à força de Angkor para Ayutthaya naquela época.

O antigo complexo do templo era cercado por uma parede externa com 192 metros de comprimento e 92 metros de largura.

O vihara tem sua entrada ao leste e mede 48 metros de comprimento e 16 metros de largura.

As paredes interna do claustro abriga fileiras de imagens de Buda em bases decoradas.

SAIBA MAIS...

Wat Phanan Choeng

Os tailandeses chamam de Luang Pho To ou o Grande Reverendo Pai. A estátua é considerada um guardião dos marinheiros. É uma das maiores, mais antigas, belas e reverenciadas imagens de Buda na Tailândia.

A imagem do Buda dourada está na postura sentada clássica, que representa o momento que o Buda venceu Mara. Ela tem aproximadamente 14 metros de largura e 19 metros de altura.

Wat Phanan Choeng foi construído em 1324, 26 anos antes do rei U-Thong fundar Ayutthaya.

Não há registro sobre a construção deste templo, embora haja uma lenda que conta:

Em algum momento antes do período de Ayutthaya, havia um rei tailandês chamado Phra Chao Sai Namphung que pediu ao imperador Chinês sua filha em casamento. Ela viajou de barco da China para encontra-lo. Quando ela chegou, o rei não estava lá para recebe-la. Ela ficou com seu coração partido. Ela ficou lhe esperando por muito tempo, mas o rei não apareceu. Ela não aguentou e se matou prendendo a sua respiração. O rei ficou muito triste, então ele mandou construir este templo em seu local de cremação para ganhar mérito por sua alma, e nomeou o templo de “Wat Phanan Choeng”.

SAIBA MAIS...

 

Ayutthaya Palácio dos Elefantes

Nós e os elefantes… muito tem se discutido sobre como os elefantes são tratados… mas eu não poderia deixar de citar esse local, porque se você visitar Ayutthaya, você vai cruzar com algum deles. Historicamente os elefantes são domados e utilizados pelas pessoas dessa região. Muitos deles são extremamente dóceis e no local você comprar alguns vegetais para eles. Os elefantes vem correndo atrás dessas guloseimas… uma experiência em tanto!!!

 

Mesmo tendo passado uma semana em Ayutthaya, a gente sempre deixa algo para conhecer depois… Wat Yai Jaya Mongkhon é um dos principais templos da cidade, mas por algum motivo, eu não conheci esse templo. Talvez esse seja mais um motivo para eu conhecer esse fabuloso lugar.

Google Mapa de Ayutthaya


O pior sofrimento é seu apego ao sofrimento, se sua mente estiver lotada de palavras e pensamentos não existe espaço para você.

Eu gostaria de convidar você a aprender como eliminar seu estresse, ansiedade e depressão.

Este é um Curso Online simples e completo com instruções passo a passo para você meditar corretamente, pois a sua mente é a fonte da sua felicidade.

About The Author

NANDAN

Quero compartilhar minhas viagens pelo mundo exterior e interior e mostrar que a felicidade é o melhor caminho! Sou um Yogi, formado em odontologia e tenho dedicado meus últimos anos ao trabalho voluntário. Concentrei meus estudos em pesquisas de dores orofaciais e crônicas, o que me levou a fazer uma especialização e mestrado na Escola Paulista de Medicina. Conheci o Yoga em 2003 e mudou a minha vida. Em 2005, eu já morava em Kerala, no Sul da India, onde permaneci por 7 anos em busca da realização através dos ensinamentos do Yoga. Fiz vivências em diferentes centros e tive também a oportunidade de conhecer e conviver com mestres iluminados. O eco no meu coração é Servir!

Leave a Comment

Agora, se você curtiu esse post, deixe seu comentário aí embaixo e compartilhe suas boas práticas com o grupo!