fbpx

Tipos de Meditação

03 agosto 2018 / By NANDAN

Existem diferentes tipos de técnicas de meditação, entre essas técnicas podemos dividir elas em grupos segundo sua forma de praticar.

Elas são:

  • Visualizações
  • Meditação com o uso de imagens
  • Observação na Respiração
  • Observação nas Sensações Físicas
  • Meditando com Som
  • Meditando em Movimento

 

Tipos de Meditação

Visualizações

O meditador escolhe uma imagem e visualiza ela da forma mais vívida e detalhada em sua mente.

Pode ser uma forma geométrica, um objeto, um local, uma palavra, um chakra, uma cor ou “um deus ou deusa”.

 

Meditação com uma imagem

Olhar fixamente ou contemplar de olhos abertos em um objeto ou imagem.

Provavelmente você já deve ter feito esse tipo de meditação, mesmo sem saber, como olhar para o mar, para o nascer do sol, para a chuva ou para uma árvore.

Então aqui você também tem opções ilimitadas.

 

Observação na Respiração

Usar a respiração como um ponto de foco é outra técnica de meditação.

Você pode fazer isso controlando a respiração ou simplesmente observando a respiração como ela é, sem alterá-la de qualquer forma.

 

Observar as Sensações Físicas

Outra maneira de meditar é observar uma sensação física.

Você irá observar profundamente uma sensação em particular que atrai sua atenção, pode ser uma sensação de calor ou frio ou uma emoção que você esteja sentindo.

Meditando com Som

Pode ser repetindo um mantra, frase ou outro tipo de som.

Alguns usam sons da natureza, instrumentos musicais ou frequências binaurais.  

O cérebro humano gera impulsos elétricos. Esses impulsos formam padrões que são chamados de ondas cerebrais.

Essa onda cerebral gera uma frequência e essa frequência esta relacionada com diferentes emoções.

Um dos objetivos de meditar com som é utilizar uma frequência para equilibrar as ondas cerebrais.

 

Meditando em Movimento

Existem algumas práticas meditativas em movimento como a meditação andando, prostrações, ioga ou tai chi.

 

Tipos de Meditação

 

Eu costumo dizer que o melhor tipo de meditação é aquela que você gosta e tem prazer em praticar.

Por isso os mestres do ioga ensinaram diferentes tipos de meditação, pois eles sabem que as pessoas têm diferentes afinidades e é mais fácil você praticar algo que você gosta.

Mas aqui eu gostaria de deixar uma dica importante… Você pode escolher qual prática de meditação você mais gosta, pois nos seus estágios iniciais, você está apenas buscando controlar a sua mente turbulenta.

Conforme você vai se aprofundando na sua meditação, você vai começar entrar em estados mais profundos.

Esses estados mais profundos são iguais em todas as meditações.

Em resumo, todas as meditações buscam levar você a um estado mais profundo de meditação. Você apenas escolheu uma forma diferente de chegar nesse estado.

Contudo nem todas as meditações sabem ou te explicam sobre esses estados profundos de meditação.

Então a dica é: aprenda primeiro uma técnica completa onde você possa aprender do inicio ao fim como meditar, porque se não, você vai ficar praticando algo sem saber para onde ir.

 

Na verdade, meditação é estar estabelecido no “Eu”. Mas quando os pensamentos cruzam a mente e um esforço é feito para eliminá-los, esse esforço é geralmente chamado de meditação. Estar estabelecido no Eu é a sua natureza verdadeira.

Seja como você é! Esse é o objetivo!

RAMANA MAHARSHI


O pior sofrimento é seu apego ao sofrimento, se sua mente estiver lotada de palavras e pensamentos não existe espaço para você.

Eu gostaria de convidar você a aprender uma técnica completa de meditação.

Nessa técnica, você também vai aprender sobre os Estados de Absorção Meditativa ou o Estado de Meditação Profundo.

Este é um Curso Online simples e completo com instruções passo a passo para você meditar corretamente, pois a sua mente é a fonte da sua felicidade.

 

About The Author

NANDAN

Quero compartilhar minhas viagens pelo mundo exterior e interior e mostrar que a felicidade é o melhor caminho! Sou um Yogi, formado em odontologia e tenho dedicado meus últimos anos ao trabalho voluntário. Concentrei meus estudos em pesquisas de dores orofaciais e crônicas, o que me levou a fazer uma especialização e mestrado na Escola Paulista de Medicina. Conheci o Yoga em 2003 e mudou a minha vida. Em 2005, eu já morava em Kerala, no Sul da India, onde permaneci por 7 anos em busca da realização através dos ensinamentos do Yoga. Fiz vivências em diferentes centros e tive também a oportunidade de conhecer e conviver com mestres iluminados. O eco no meu coração é Servir!

Leave a Comment

Compartilhe suas experiências!