fbpx

O QUE É ANSIEDADE?

18 maio 2018 / By NANDAN

 

O QUE É ANSIEDADE?

 

Ansiedade, ânsia ou nervosismo é uma característica biológica do ser humano e animais, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração, e outras alterações associadas à disfunção do sistema nervoso autônomo.

A ansiedade é algo muito próximo da preocupação. A preocupação nada mais é do que um aspecto do medo, um temor de que as coisas não saiam como nós gostaríamos. Todos esses componentes são necessários para a nossa evolução e sobrevivência. O que não pode ocorrer é um exagero de qualquer um deles.

O tempo prolongado de ansiedade (a chamada ansiedade crônica) aumenta o nível de tensão e o estresse interno e pode levar ao surgimento do medo específico ou até mesmo irreal.

Medo e ansiedade podem ser diferenciados em quatro domínios:

  1. Duração
  2. Tempo
  3. Característica
  4. Função

 

O medo é definido como de curta duração, focado no presente, caracterizado por uma ameaça específica e com a função de escapar de uma ameaça;

A ansiedade, por outro lado, é definida como de longa duração, focada no futuro, caracterizado por uma ameaça difusa e com a função de promover um cuidado excessivo diante de uma ameaça em potencial e interferindo em uma possível correta ação.

A ansiedade é uma resposta normal de nosso corpo, mente e emoções. Ela pode ser útil e ter um fator positivo quando ela nos preparar para alguma ação futura. No entanto, a ansiedade excessiva pode se tornar um distúrbio.

O QUE SIGNIFICA A ANSIEDADE?

ANSIEDADE significa segundo o nosso dicionário:

  1. Grande mal-estar físico e psíquico; aflição, agonia.
  2. Desejo veemente e impaciente.
  3. Falta de tranquilidade; receio.
  4. Estado afetivo penoso, caracterizado pela expectativa de algum perigo que se revela indeterminado e impreciso, e diante do qual o indivíduo se julga indefeso.

 

ORIGEM E CAUSAS DA ANSIEDADE

A ansiedade e o medo não surgem na vida da pessoa por uma escolha.

Acredita-se que vivências interpessoais e problemas na primeira infância possam ser importantes causas desses sintomas. Além disso, existem causas biológicas, como anormalidades químicas no cérebro ou distúrbios hormonais.

A causa dos distúrbios de ansiedade é uma combinação de fatores genéticos e ambientais. Os fatores de risco incluem uma história de abuso infantil, histórico familiar de transtornos mentais e pobreza. Transtornos de ansiedade geralmente ocorrem com outros transtornos mentais, particularmente transtorno depressivo, transtorno de personalidade e transtorno de uso de substâncias.

 

A ansiedade por ser Induzida por substâncias

Diversos medicamentos podem causar ou piorar a ansiedade, seja na intoxicação, na abstinência ou no uso crônico. Isso inclui álcool, tabaco, maconha, sedativos (incluindo benzodiazepínicos), opióides (incluindo analgésicos receitados e drogas ilícitas como heroína), estimulantes (como cafeína, cocaína e anfetaminas), alucinógenos e inalantes.

 

De forma geral, a origem da ansiedade está ligada aos seguintes fatores:

  1. Origem Psicológica
  2. Por condições médicas
  3. Por condições Físicas (Fisiopatológica)
  4. Induzida por substâncias químicas
  5. Por condições Sociais
  6. Predisposição Neuro anatômica
  7. Predisposição Genética

A-ansiedade-e-o-acelerador-que-ganhamos-de-brinde-por-nao-sabermos-esperar-nosso-proprio-tempo

 

COMO FUNCIONA A ANSIEDADE EM NOSSO CORPO?

A ansiedade é, basicamente, uma resposta do corpo vinda do sistema nervoso autônomo, que age independente do nosso pensamento racional, como um reflexo.

Ele tem a porção simpática, que tem reações de resposta ao estresse, preparando o corpo para fugir, parar ou lutar em uma situação de perigo.

Isso ocorre com a liberação de adrenalina, que causa reações como:

  • Acelerar os batimentos cardíacos e contrair os vasos sanguíneos, para levar o sangue mais rapidamente
  • Dilatar os brônquios, para aumentar a respiração e o consumo de oxigênio
  • Diminuir a motilidade do intestino, para guardar energia para outras ações
  • Dilatar as pupilas, para melhorar a visão mesmo em pouca luz
  • Aumentar a liberação da glicose no sangue, para dar mais energia às células.
  • A liberação do cortisol também ocorre neste processo, o que traz alguns outros impactos ao corpo, como aumento da gordura corporal, inibição do muco da parede gástrica e trazendo fadiga ao cérebro.

NÍVEIS DE ANSIEDADE

Existem vários níveis, sendo que cada pessoa reage de maneira diferente para o mesmo tipo de situação.

Pessoas que sofrem de distúrbios de ansiedade sentem uma preocupação e medo extremos em situações simples da rotina, além de alguns sintomas físicos, o que atrapalha suas atividades cotidianas, já que eles são difíceis de controlar.

Dependendo do nível e/ou da frequência, a ansiedade pode se tornar patológica e acarretar muitos problemas posteriores, como o transtorno da ansiedade. Portanto, a ansiedade nem sempre é patológica.

De forma geral, você pode pensar em uma escala de Zero a 10, onde Zero é nenhum sentimento de ansiedade e 10 uma ansiedade incontrolável, desproporcional, que leva a uma incapacidade de superar sua preocupação e inquietação.

Essa é uma forma de mensurar a sua ansiedade e lhe ajudar a compreender os diferentes momentos dela.

No caso de uma ansiedade:

Nível Zero à 03 é normal

Nível 04 à 05 é desafiadora

Nível 06 à 10 é preciso buscar ajuda.

 

O QUE É TRANSTORNO DE ANSIEDADE?

Segundo o Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais 5.ª edição ou DSM5, feito pela Associação Americana de Psiquiatria, os TRANSTORNOS DE ANSIEDADE significam, transtornos que compartilham características de medo e ansiedade excessivos e perturbações comportamentais relacionados. Distúrbio de saúde mental caracterizado por sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que são fortes o bastante para interferir nas atividades diárias. Os sintomas incluem estresse desproporcional ao impacto do evento, incapacidade de superar uma preocupação e inquietação.

Sendo:

Medo uma resposta emocional a ameaça iminente real ou percebida, mais frequentemente associado a períodos de excitabilidade autonômica aumentada, necessária para luta ou fuga, pensamentos de perigo imediato e comportamentos de fuga

Ansiedade uma antecipação de ameaça futura, mais frequentemente associada a tensão muscular e vigilância em preparação para perigo futuro e comportamentos de cautela ou esquiva.

 

ANSIEDADE-MEU-SER-PARADO-EM-ALTA-VELOCIDADE

 

CLASSIFICAÇÃO DOS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

1.1 Transtorno de ansiedade generalizada

O transtorno de ansiedade generalizada (conhecido pela sigla TAG) ocorre quando a ansiedade persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia. O principal sintoma do quadro é a “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”.

1.2 Fobias Específicas

A fobia é um medo persistente e irracional de um determinado objeto, animal, atividade ou situação que represente pouco ou nenhum perigo real, mas que, mesmo assim, provoca ansiedade extrema.

1.3 Transtorno do pânico

A síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente.

1.4 Agorafobia

Agorafobia é uma perturbação de ansiedade caracterizada por sintomas de ansiedade em situações que a pessoa percepciona como inseguras ou das quais é difícil sair. Entre estas situações estão espaços abertos, tráfego viário, centros comerciais ou simplesmente qualquer situação em que a pessoa se encontre fora do local de residência. Quando a pessoa se encontra numa destas situações, o sintoma mais comum é um ataque de pânico.

1.5 Transtorno de ansiedade social

Esse distúrbio é caracterizado pelo extremo desconforto e pavor com situações sociais como ambientes novos, desconhecidos e cheios de pessoas estranhas; encontros sociais; falar em público; e outras situações do tipo.

São pessoas que ficam apavoradas com a ideia de ir a uma festa ou a qualquer outro evento social, pessoas que, de tanto medo que sentem, muitas vezes chegam ao ponto de evitar todo e qualquer tipo de contato social. Esse comportamento é característico de um distúrbio conhecido popularmente como fobia social, ou transtorno da ansiedade social.

1.6 Transtorno de estresse pós-traumático

O transtorno do estresse pós-traumático (TEPT) pode ser definido como um distúrbio da ansiedade caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais. Esse quadro ocorre devido à pessoa ter sido vítima ou testemunha de atos violentos ou de situações traumáticas que representaram ameaça à sua vida ou à vida de terceiros. Quando ele se recorda do fato, revive o episódio como se estivesse ocorrendo naquele momento e com a mesma sensação de dor e sofrimento vivido na primeira vez. Essa recordação, conhecida como revivescência, desencadeia alterações neurofisiológicas e mentais.

1.7 Transtorno de ansiedade de separação

O transtorno de ansiedade de separação é caracterizado por uma reação anormal a uma separação de um ente próximo. Separação esta que pode ser real ou imaginária, e que interfere significativamente nas atividades diárias e no desenvolvimento do indivíduo.

1.8 Ansiedade situacional

Ansiedade situacional é quando uma pessoa tem experiências de transtorno intenso, medo e preocupação, quando em uma situação específica.

1.9 Transtorno obsessivo-compulsivo

O transtorno obsessivo-compulsivo, conhecido popularmente pela sigla TOC, é um distúrbio psiquiátrico de ansiedade. Sua principal característica é a presença de crises recorrentes de pensamentos obsessivos, intrusivos e em alguns casos comportamentos compulsivos e repetitivos.

1.10 Mutismo seletivo

O mutismo seletivo é descrito como uma desordem psicológica mais frequente nas crianças. Crianças e adultos com o transtorno são capazes de falar e compreender a linguagem, mas não o fazem em certas situações sociais, quando é o que se espera deles. Funcionam normalmente em outras áreas do comportamento e aprendizagem, mas se privam severamente de participar em atividades em grupo. É como uma forma extrema de timidez, mas a intensidade e a duração a distinguem. Como exemplo, uma criança pode ficar completamente calada na escola, por anos, mas falar a vontade em casa.

SINTOMAS DA ANSIEDADE

A ansiedade e seus transtornos podem causar sintomas tanto mentais quanto físicos, que atrapalham o dia a dia de diversas formas. Veja quais são os principais:

Sintomas psicológicos da ansiedade

Constante tensão ou nervosismo

Sensação de que algo ruim vai acontecer

Problemas de concentração

Medo constante

Descontrole sobre os pensamentos, principalmente dificuldade em esquecer o objeto de tensão

Preocupação exagerada em comparação com a realidade

Problemas para dormir

Irritabilidade

Agitação dos braços e pernas.

Sintomas físicos da ansiedade

Fadiga

Insônia

Falta de ar ou sensação de sufoco

Picadas nas mãos e nos pés

Confusão

Instabilidade ou sensação de desmaio

Dores no peito e palpitações

Afrontamentos, arrepios, suores, frio, mãos úmidas

Boca seca

Contrações ou tremores incontroláveis

Tensão muscular, dores

Necessidade urgente de defecar ou urinar

Dificuldade em engolir

Sensação de ter um “nó” na garganta

Dificuldades para relaxar

Dificuldades para dormir

Leve tontura ou vertigem

Vômitos incontroláveis

Sensação de impotência

Ataques de pânico

Os ataques de pânico são uma reação comum aos transtornos de ansiedade, principalmente na síndrome do pânico. Suas principais características são:

Sensação de nervosismo e pânico incontroláveis

Sensação de morte

Aumento da respiração

Aumento da frequência cardíaca

Tonturas e vertigens

Problemas gastrointestinais.

Em alguns casos, os sintomas físicos são tão intensos que podem ser confundidos com doenças como infarto e outros eventos cardiovasculares

 

REFERENCIAS:

https://andromeda-epifania-das-estrelas8.webnode.com/news/ansiedade-sintomas-fisicos-e-psiquicos-/

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-59432013000100004

https://en.wikipedia.org/wiki/Anxiety_disorder

https://pro.psychcentral.com/dsm-5-changes-anxiety-disorders-phobias/

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/ansiedade

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ansiedade

https://en.wikipedia.org/wiki/Anxiety

 


O pior sofrimento é seu apego ao sofrimento, se sua mente estiver lotada de palavras e pensamentos não existe espaço para você.

Eu gostaria de convidar você a aprender como eliminar seu estresse, ansiedade e depressão.

Este é um Curso Online simples e completo com instruções passo a passo para você meditar corretamente, pois a sua mente é a fonte da sua felicidade.

About The Author

NANDAN

Quero compartilhar minhas viagens pelo mundo exterior e interior e mostrar que a felicidade é o melhor caminho! Sou um Yogi, formado em odontologia e tenho dedicado meus últimos anos ao trabalho voluntário. Concentrei meus estudos em pesquisas de dores orofaciais e crônicas, o que me levou a fazer uma especialização e mestrado na Escola Paulista de Medicina. Conheci o Yoga em 2003 e mudou a minha vida. Em 2005, eu já morava em Kerala, no Sul da India, onde permaneci por 7 anos em busca da realização através dos ensinamentos do Yoga. Fiz vivências em diferentes centros e tive também a oportunidade de conhecer e conviver com mestres iluminados. O eco no meu coração é Servir!

Leave a Comment

Compartilhe suas experiências!