MAHA SHIVARATRI – A Grande Noite de Shiva

19 Janeiro 2018 / By NANDAN / HINDUISMO,MUNDO INTERIOR,YOGA

“Sob um aspecto, o Maha Shivaratri é diferente dos outros festivais, que dão importância à oração e adoração, o Shivaratri destaca o sacrifício e a austeridade. É também uma noite para você lembrar sobre o seu objetivo de vida e examinar até onde você tem progredido na sua vida espiritual. Atualmente, nós damos uma considerável importância à alimentação e ao sono. O Shivaratri transmite a mensagem de que você deve colocar estas preferências de lado e consagrar nessa noite Deus em seu coração. Se você puder dar mais importância a Deus do que em sua vida pelo menos um dia do seu ano, isto será como uma promessa sagrada e o resultado de seu samskara (impressões) certamente ajudará a tornar sua vida mais orientada para Deus.” Amma

 

Era Carnaval no Brasil e na Índia era Maha Shivaratri.

Em 2006, eu tive o meu primeiro Maha Shivaratri no Ashram da Guru Amma, Mata Amritananda Mayi Devi, no estado de Kerala, Sul da India.

Eu não sabia do que se tratava, mas estávamos todos animados para esse festival onde todos iríamos passar a noite inteira cantando mantras para Shiva.

Estar celebrando o Shivaratri na presença de uma Mestra Iluminada como a Amma foi umas das mais fortes experiências que eu já tive.

Eu pude compreender o profundo significado dessa noite através de suas simples e profundas palavras.

Eu gostaria de compartilhar aqui uma seleção de textos que a Amma disse em alguns desses Maha Shivaratri.

Esses texto foram traduzidos do inglês do site AMRITAPURI.ORG

Maha Shivaratri nos ensina a abandonar todos os pensamentos para ficarmos somente na contemplação de Deus e a realizar o verdadeiro propósito da vida.

Amma

O QUE É O MAHA SHIVARATRI?

Maha Shivaratri é uma celebração de sacrifício, desapaixonamento e renúncia.

O Maha Shivaratri também representa o casamento do Senhor Shiva, a encarnação do conhecimento, e Parvati Devi, a encarnação do amor puro.

Um atinge a plenitude quando conhecimento e amor se unem.

Nós somos muito apegados à comida e ao sono. Dificilmente nós iremos deixar de comer ou dormir por qualquer coisa. Somente quando estamos muito apaixonados por algo mais elevado que estaremos prontos para ficar sem comer ou dormir. Na noite do Shivaratri, tentamos despertar esse amor mais elevado pelo nosso Supremo Interior, fazendo um jejum e mantendo a vigília durante toda a noite. Permita a graça Divina te levar além de todo o sentido da dualidade e lhe fazer um com o Supremo.

A verdadeira consagração de Deus deve ocorrer em seu coração. Não é suficiente se for somente um ato exterior. A sua mente deve tornar-se pura. Deve se tornar cheia de amor e devoção. Deve estar totalmente concentrada e com a consciência despertada. A sua mente deve se tornar um solo fértil, para que muitas virtudes possam crescer. Se isso acontecer, Deus brilhará automaticamente dentro de você.

Que a Luz do conhecimento possa dissipar a escuridão da ignorância em todas as pessoas. Que todos os meus filhos ganhem a consciência da unicidade e se tornem solidários para com o mundo. Em vez de pensar no que podemos ganhar, vamos pensar no que podemos dar. Somente quando damos à sociedade é que realmente ganhamos. Aquele que remove os espinhos do caminho dos outros, espalha flores no seu próprio caminho. Deixe as flores da generosidade florescer em meus filhos. Que a Graça nos proteja a todos.

Texto original:
Shivaratri is a celebration of sacrifice
7 March 2016, Amritapuri
Amma

Foto de amritapuri.org

Eu não sou este corpo passageiro e limitado. Eu sou Shiva. Minha verdadeira natureza é a Consciência Suprema.

Amma

QUAL O SIGNIFICADO DO MAHA SHIVARATRI?

 

Shivaratri, que é comemorado no final do inverno, aponta para a chegada da primavera na Índia. Há um significado interno nisto. Quando a luz e o calor do conhecimento descongelam a mente que é entorpecida pela inércia e ignorância, as flores da alegria e da paz começam a florescer. A mudança de estações é característica do mundo exterior. No entanto, se tentarmos, podemos controlar o nosso clima  e temperatura interior, e até mesmo torná-lo imutável. Para fazer isso, o conhecimento espiritual é necessário.

Quando estamos mergulhados nas dores e prazeres deste mundo, não pensamos no Senhor do Universo, que nos concede tudo. Quando experimentamos a criação, não nos lembramos do Criador. Nós somos enfeitiçados pelo maya (poder ilusório) da criação. Como resultado, perdemos uma grande oportunidade de experimentar a felicidade suprema. É difícil para alguém que tem uma mente predominantemente tamasica (maldisposta) ou rajasica (incansável) descobrir o princípio divino escondido na criação. Tal mente persegue a criação como uma mina inesgotável de prazeres materiais. A atenção de uma pessoa que tem uma mente predominantemente satívica (equilibrada) se transforma em Deus. Observando os votos associados com o Shivaratri, você vai desenvolver qualidades satívicas.

O Senhor Shiva é Gangadhara, o portador do rio Ganga. Ele segura o Ganga, que é da natureza da imortalidade, em Sua cabeça eternamente. Ganga é sinônimo de frieza suave. Por mais turbulenta que seja a situação, a cabeça e o reino interior do Senhor permanecem pacíficos. Embora a cabeça é fria, o coração é sempre quente com compaixão para o mundo. Para salvar o mundo do efeito prejudicial do veneno todo-destrutivo de Kalakuta, Paramashiva, o Senhor Supremo, bebeu-o.

Através de Seu exemplo pessoal, o Senhor Shiva nos ensina que precisamos de uma cabeça fria e um coração quente. Mas o que vemos no mundo de hoje é exatamente o oposto: a maioria das pessoas é de cabeça quente e de coração frio.

A cabeça de todos é aquecida por pensamentos mundanos, e o coração se tornou gelado com egoísmo. Se a nossa cabeça é legal, podemos enfrentar a circunstância mais adversa pacificamente e transformá-lo em nossa vantagem.

 

Não é só no dia do Maha Shivaratri, que vamos nos lembrar que “Eu não sou este corpo passageiro e limitado. Eu sou Shiva. Minha verdadeira natureza é a Consciência Suprema. Vamos nos deleitar neste pensamento e experiência. Assim como o mundo da pluralidade desaparece à noite, podemos ser capazes de transcender nossos pensamentos, mente e perceber o Senhor Shiva, ou o Shiva Tattva (princípio de Shiva) ou o verdadeiro Eu. Que a luz da sabedoria coloque fim à escuridão da ignorância. Que meus filhos possam ver o todo dentro de si mesmos e si mesmos dentro do todo. Essa é a mensagem real do Maha Shivaratri. Que meus filhos tenham a força e a graça para perceber isso. Amma oferece esta oração ao Paramatman.

Texto original:
Keep the head cool, heart warm
18 Feb 2015, Amritapuri

Om Namah Shivaya!

Mantra de Shiva

Como é celebrado o Festival do Shivaratri?

Uma historia do hinduísmo conta como simbolicamente se faz a celebração do Shivaratri.

Uma história popular dos textos antigos do Hinduísmo, nos conta que

Uma vez um pobre caçador de Varanasi. Seu nome era Suswara.

Ele morava com sua esposa e filho em uma pequena cabana.

A vida deles consistia em conseguir apenas o que comer.

Suswara ia para a floresta caçar qualquer coisa que viesse em seu caminho.

Um dia em particular, ele pegou muitos pequenos animais e pássaros, que ele guardou em um saco.

Encorajado pela captura, ele vagou mais fundo na floresta em busca de mais caça.

Logo a escuridão da noite chegou e ele iniciou a sua volta para casa.

Ele estava um pouco preocupado, porque a floresta estava infestada de animais perigosos.

Ele não gostava da idéia de passar a noite lá, mas logo tudo ficou muito escuro.

Ele incapaz de encontrar seu caminho de volta, subiu em uma árvore para ficar a salvo dos animais selvagens.

Atraído por seu cheiro, os animais se aproximavam de sua árvore. Tentando assustá-los, Suswara arrancou alguns galhos da árvore e jogou sobre eles, mas sem sucesso.

Durante a noite os animais ficaram rondando debaixo da árvore.

Suswara foi incapaz de piscar os olhos de sono. Ele manteve a vigília durante toda a noite.

Ele arrancou folhas da árvore, que por um acaso era uma árvore sagradas de bilva e as deixou cair no chão.

Sem saber que havia um Shivalinga ao pé da árvore, Suswara também deixou essas folhas sagradas de bilva caírem como uma oferenda no Shivalinga.

Por um acaso, naquela noite era Shivaratri. Assim, o caçador, sem saber, tinha mantido uma vigília noturna e adorado Shiva.

De acordo com o Shiva Purana, o culto do Mahashivaratri deve incorporar seis itens:

  1. Oferecendo “folhas de bilva” para a deidade depois de dar-lhe um banho cerimonial, que representa a purificação da alma;
  2. Aplicando a massa vermilion no linga após banhar-se, que representa a virtude;
  3. Oferecendo comida, o que é propício à longevidade e à gratificação dos desejos;
  4. Acender um incenso, que representa a riqueza;
  5. Acender uma lâmpada de óleo, que significa a obtenção de conhecimento; e
  6. Oferecer “folhas de betel”, que representa a satisfação dos prazeres mundanos.

Estes seis itens formam uma parte indispensável da adoração Mahashivaratri, seja uma simples cerimônia em casa ou culto templo grande.

 

Significado dos Rituais

A história acima é uma metáfora. Assim como o caçador procurou matar animais selvagens, o buscador espiritual tenta superar a luxúria, a raiva, a ganância, a paixão, o ciúme e o ódio.

A selva é como a sua mente, onde todas as negatividades ficam vagando. Um aspirante espiritual deve matar essas “negatividades” para ficar livre.

O nome do caçador era Suswara, que significa “um de voz melodiosa”. Isso indica a pureza da intenção e da voz, o que, por sua vez, implica um nível de pureza mental.

O caçador nasceu em Varanasi. Vara refere-se à testa enquanto nasi é o nariz. O ponto onde ambos se encontram é Varanasi, em outras palavras, o ponto no meio do caminho entre as sobrancelhas. Este ponto também é chamado ajna chakra e é considerado como um centro dos três nadis: ida, pingala e sushumna. Um aspirante espiritual que concentra sua mente nesse ponto ganha concentração e controle gradual sobre seus sentidos.

A matança dos animais indica assim o controle sobre os vasanas [nossas tendências latentes].

A árvore bilva corresponde à coluna vertebral.

As folhas da árvore são especiais: cada talo tem três folhas. As três folhas representam os três nadis mencionados acima. A escalada da árvore representa a subida da kundalini shakti do muladhara ao ajna chakra.

Manter-se acordado é símbolo da consciência e unicidade de propósito que um aspirante espiritual precisa para atingir a sua meta. Ele não pode se dar ao luxo de ficar negligente nem mesmo por um momento.

Shiva é a Consciência Suprema que ilumina os três estados: o de vigília, sonho e sono profundo. Oferecer as três folhas de bilva ao Shivalinga significa estar em um nível de consciência além dos três estados, que é o quarto estado, turiya.

O amanhecer desse estado significa o despertar da pessoa.

Texto original:

Sivaratri – meaning and significance

Escuridão não é algo que pode ser fisicamente removida. Mas quando deixamos entrar luz, a escuridão automaticamente deixa de existir. Da mesma forma, quando o verdadeiro conhecimento desperta, a escuridão da ignorância desaparece. Então despertamos para a luz eterna.

Amma

Por que ficar acordado durante uma noite no Festival do Maha Shivaratri?

 

– Quantos dias há em um ano? – perguntou Amma.

– 365 dias – todos responderam.

– Deus está vigiando você 365 dias do ano. Mas no Shivaratri é a única noite em que você é convidado a sacrificar uma noite para cuidar de Deus. Você pode fazer um voto de jejum e manter uma vigília durante à noite.

Deus está sempre presente e acordado dentro de você. Por outro lado, você está profundamente adormecido.

É por isso que você é incapazes de reconhecer a presença divina. Todas as diferentes experiências da vida são exatamente como os sonhos que experimentamos durante os nossos sonos. Se realmente queremos experimentar essa presença divina, precisamos renunciar ao sono pelo menos um dia.”

A Amma disse que ficar acordado não significa simplesmente manter os olhos abertos, mas significa manter-se consciente dos pensamentos, palavras e ações. “A ignorância desaparece com o desenvolvimento da consciência”. “Escuridão não é algo que pode ser fisicamente removida. Mas quando deixamos entrar luz, a escuridão automaticamente deixa de existir. Da mesma forma, quando o verdadeiro conhecimento desperta, a escuridão da ignorância desaparece. Então despertamos para a luz eterna.”

Amma comentou sobre uma das histórias purânicas do significado de ficar acordado a noite toda durante o Maha Shivaratri. Essa história era do tempo em que os demônios e os deuses agitaram o oceano para obter o amrita [o néctar da imortalidade].
“Quando eles fizeram isso, a primeira coisa a vir para a superfície foi um veneno mortal”, disse Amma. “Diz-se que o Senhor Shiva bebeu este veneno para proteger a humanidade. Aqui, o temido veneno representa nossos karmas. O Senhor Shiva, na forma do Guru, aceita nosso karma e nos protege. “

A fim de proteger o Senhor Shiva do veneno, todos ao seu redor mantiveram vigília durante toda a noite. Amma explicou que quando alguém é mordido por uma cobra, o médico vai forçá-lo a ficar acordado. Ao fazê-lo o efeito do veneno diminui e pode salvar a vida da pessoa.

“Para evitar que a vítima de mordida de cobra caia no sono, seus amigos e família vão cantar e dançar e derramar água sobre sua cabeça”, disse Amma. “Eles também o farão beber remédios amargos. A família pode sentir pena da pessoa. Eles podem até dizer: “Pobre cara! Basta deixá-lo fechar os olhos por um tempo! Por que o incomodar assim? ” Mas o médico sabe que se ele dormir, ele pode morrer”.

Amma disse que o Guru é como este médico. Ele fará qualquer coisa para nos manter acordados. Mas talvez não vamos gostar. O médico vai fazer você beber remédios amargos na forma de experiências. Mas tudo isto é feito pensando no seu bem. Isso é para nos despertar e nos manter acordados. Amma disse que é por isso que as pessoas consideram o guru seu inimigo.

– Infelizmente, muitos preferem permanecer na escuridão – disse Amma. Se Deus viesse antes deles e lhes oferecesse libertação agora, eles diriam: Agora, queremos assistir TV. Quer vir mais tarde?

“O Senhor Shiva é o kaala-kaalan [a morte do tempo]”, disse Amma. “Isso significa que ele remove as noções de tempo que” eu nasci, estou crescendo e morrerei “, e concede a consciência da eternidade”.

Amma então explicou o significado interior de por que os olhos de Shiva estão sempre meio fechados: “Mesmo quando os mahatmas vêem o mundo externo, seus olhos permanecem focados em seu Verdadeiro Eu. Eles vêem o mundo verdadeiramente como seu Eu. Sua sabedoria é claramente expressa em todas as suas ações. “

Texto original:

Shivaratri Celebrations
16 February 2007 — Amritapuri


O pior sofrimento é seu apego ao sofrimento, se sua mente estiver lotada de palavras e pensamentos não existe espaço para você.

Eu gostaria de convidar você a aprender como eliminar seu estresse, ansiedade e depressão.

Este é um Curso Online simples e completo com instruções passo a passo para você meditar corretamente, pois a sua mente é a fonte da sua felicidade.

About The Author

NANDAN

Sou um Yogi, formado em odontologia e tenho dedicado meus últimos anos ao trabalho voluntário.Concentrei meus estudos em pesquisas de dores orofaciais e crônicas, o que me levou a fazer uma especialização e mestrado na Escola Paulista de Medicina.Conheci o Yoga em 2003 e mudou a minha vida. Em 2005, eu já morava em Kerala, no Sul da India, onde permaneci por 7 anos em busca da realização através dos ensinamentos do Yoga. Fiz vivências em diferentes centros e tive também a oportunidade de conhecer e conviver com mestres iluminados.O eco no meu coração é Servir!

Leave a Comment

O QUE VOCÊ ACHOU?